#content{ width: 640px; padding: 11px 15px 10px 15px; float: left; display: inline; position: relative; margin: 10px 14px 20px 6px; }

Arquivos: Maio 2013

Fique atento! Falsos álbuns


Muitos EvFans costumam criar coleções com objetos da banda, seja coleção virtual ou físico, o que é muito normal acontecer é que alguns pagam pequenas fortunas por álbuns considerados "raros", quando na verdade, não passam de álbuns falsos.

Muitos desses álbuns não passam de fã-made, são músicas colecionadas aleatoriamente na internet e comercializadas com o nome do Evanescence, sendo que elas jamais foram oficializadas pela banda. Esses cds nada mais são formas de alguns "espertinhos" lucrarem em cima da banda.

Por isso, fique atento e não gaste seu dinheiro com materiais considerados "raros" que na verdade, foram feitos em casa por pessoas que nem sequer possuem ligação com os membros da banda, alguns desses álbuns ainda contém erros grosseiros, como no exemplo abaixo:


Confira uma pequena lista dos álbuns fã-made mais conhecidos e comercializados (através de CD físico ou virtual).

Not For Your Ears
Beauty in Darkness
Beauty in Darkness V.2

Evanescence Great Hits

In The Shadows
The Best Of Evanescence

The Insanity of Logic
Ultra Rare Trax V.1


Ultra Rare Trax V.2
Ultra Rare Trax V.3
Great Hits
Justice
Beauty In Darkness


Live and Rare
Great Hits CD Duplo

Origin Fake - Você pode encontrar essa versão do Origin em várias lojas conhecidas por todo o Brasil (como a famosa galeria do rock). Infelizmente, esse Origin não é o autêntico e raro das 2.500 cópias. Eles vem com erros grosseiros como a inclusão de "Bring me to life" no setlist e até mesmo a foto de Terry Balsamo no encarte (o álbum foi lançado em 2000 e o Terry só entrou na banda bem depois). Os vendedores costumam cobrar uma pequena fortuna por esse CD FALSO alegando que é uma "segunda tiragem", mas essa informação é falsa, já que a Big Interprises não possui mais direito autoral nenhum com o Evanescence. Então, cuidado para não ser enganado EvFan!

Entrevista: A verdade sobre Amy Lee


Matéria original: Canada.com 
Fonte: Immortal Essence

Parece um visual gótico da líder do Evanescence? Não julgue a cantora por sua aparência, Amy Lee é um mistério, mas não do tipo que os fans esperam.

Sim, ela fabricou todo o visual gótico vamp na capa do Fallen do Evanescence.  Canções tais como "Bring me a Life" "My Immortal" fazem pouco para dispersar a impressão que seu encontro ideal é aquela mordida no pescoço no Van Helsing. De fato, ela é uma garota caseira. E estamos falando dos Bradys, dos Addams.

"Eu nasci na Califórnia, cresci em Florida, e nos mudamos para Little Rock quando eu tinha 12 anos, minha família é unida." , Lee conta. Não há trauma horrível - apenas uma normal, frustrada existência. 

Lee escapou das drogas e sexo e entrou no rock 'n' roll, preenchendo suas horas após as aulas, imersa em trabalhos de originais músicas pop de bad boy: Wolfgang Amadeus Mozart. Dominando o piano, trabalha pelo compositor favorito dela (Danny Elfman) e aprende a acertar sua delicadeza que inevitavelmente lidera a formação da banda.

O Evanescence começou como um dueto de Lee e o guitarrista Ben Moody. O grupo desenvolveu um devoto seguimento em Little Rock, levando à primeira controvérsia a levantar em torno da meteórica carreira: Cristã/não cristã. "É realmente simples," Lee diz. "Nós nunca fomos uma banda cristã e nós nunca dissemos que éramos. Uma série de pequenas coisas apareceram para um caso de identidade equivocada."

"Um, a cena em Little Rock é uma grande cena de metal-cristão com pregadores de gospel dando sermões entre as músicas. Nós não temos nada a fazer com isso, porém muitos fans dessas bandas gostam de nós também".

"Dois, nossa assinatura (Wind-UP) é famosa pelo Creed, o qual tem fortes conexões com livrarias cristãs e assim por diante." Lee, uma cristã declarada, sentiu-se deturpada e sem assinatura. Mas isso foi 
uma folga no comunidade rock Cristã. Isso não faz uma incisão nas vendas do Fallen. Por 47 semanas nos gráficos, o cd vendeu mais de 9 milhões de cópias. Sem a inclusão de "Bring Me to Life" na trilha sonora de "O Demolidor", isso poderia não acontecer.

"Nós acampamos nas portas da rádio. Todo lugar que levamos o single, programadores iriam parar de escutar no piano e dar uma passada com a cantora antes das guitarras entrarem." 
"Alguns DJs giraram as trilha nas horas pequeninas para a demanda de ouvintes que crescia lentamente, até que o filme apareceu e o Evanescence então estava nos anúncios TOP´s das rádios."

Bons tempos -- até o meio da turnê européia, quando Moody deixou a banda em meio a controvérsia. O guitarrista do Cold, Terry Balsamo preencheu o assento vago, porém a saída de Moody abasteceu rumores sobre o futuro do Evanescence. Lee conta: " Há muita especulação que Ben escreveu o álbum e ele é o homem por trás da face, a qual sou eu, e o próximo álbum será ruim. Estou certa que ele adoraria que todos acreditassem nisso, mas essa não é a verdade. Nós escrevemos o álbum passado juntos, mas não como um time."

Dois Grammys, (Melhor Artista, Performance Hard Rock) depois, Moody, agora escrevendo com Avril Lavigne e Kelly Clarkson, parece esquecido, enquanto Lee lançou um single, "Broken," co-escrito com seu namorado e vocalista do Seether - Shaun Morgan -- e ela diz que seu próximo cd será melhor que o primeiro.

Você sabia? A pior performance



A performance mais estranha do Evanescence segundo os membros da banda aconteceu na Espanha, veja os relatos:


"Era na Espanha e era o primeiro show que fazíamos do outro lado do oceano e era totalmente playback, ou seja, nenhuma palavra que pronunciávamos era ouvida - estava tudo no CD, até os vocais." Ben Moody


"Eu cantei como Paul McCoy." - John LeCompt


"Eu tive um ataque de riso!" - Ben Moody


"Antes da gente eram 7 coelhinhas da Playboy. Uma por uma, o top delas caiu e elas ficaram mostrando e mostrando em câmera lenta. Foi estranho porque era aquilo e depois a gente." Ben Moody

Assista essa apresentação logo abaixo!



AmyLeesada diz: Mudanças


Prometemos postar todas as fotos que fossem postadas na page aqui no blog, mas a quantidade de material que estamos recebendo é incrível e tem MUITA coisa para postar.
Deixaremos de postar as fotos raras e antigas no blog, elas ficarão hospedadas somente na nossa page. O blog ficará focado apenas nas matérias e vídeos.
Obrigada pela compreensão!

Veja todas as fotos raras e antigas aqui: https://www.facebook.com/ReliquiasdoEvanescence/photos_albums

O conto de Haunted


Você sabia?

Muitos criam várias interpretações sobre o que música Haunted (do álbum Fallen) estaria se referindo. Na verdade, ela não é baseada em nenhum fato real. A música foi resultado de uma história escrita muitos anos atrás por Ben Moody.

Leia o conto de Haunted abaixo:


"Uma garotinha entre 8 e 9 anos, em um pequeno vestido branco de Páscoa, está andando pela rua da vizinhança, batendo em uma pequena bola vermelha. Assim que se aproxima de uma casa imensa e obviamente deserta, com uma atmosfera sinistra, sua atenção se vira da bola para a casa. Não mais prestando atenção em seu movimento, a bola atinge o meio-fio, e ricocheteia em direção à casa. Enquanto ela segue a pequena bola em direção à casa, a bolha ganha movimentos sobrenaturais e quica em direção à grande porta da frente aberta. A garotinha para por um momento, olha para a casa, que agora parece estar encarando-a, e cuidadosamente entra na casa para procurar a bola vermelha. Enquanto calmamente anda para o átrio, observa a decadente bagunça que um dia fora obviamente uma bela mansão. Ela fica hipnotizada pelo maravilhoso detalhe de cada centímetro do corrimão, finalizando o que parecia uma escada infinita a sua frente. Repentinamente seus pensamenetos são quebrados por um tumulto horripilante. Ela se vira rapidamente para alcançar a porta da frente, mas encontra somente uma parede lisa onde a porta ficava anteriormente. Assusta, ela corre pelo primeiro corredor que viu, tentando desesperadamente encontrar uma saída, mas a cada esquina o mundo atrás dela muda, moldando-se de acordo com o desejo da casa, de um modo que até mesmo encontrar o caminho de volta para o átrio onde começara se torna impossível. Assustada, a garota se encolhe em um canto, esconde o rosto com as mãos, e chora.
10 anos depois...
A menina acorda em pânico, agora uma jovem mulher. Suja, levemente machucada. Agora ela está vestida com uma calça preta, bota de trabalho, e uma blusinha preta. Sua pele está branca e suja. O sol não ilumina sua carne há uma década.Ela se levanta e encontra uma refeição em uma bandeja suja de prata à sua frente, somente o suficiente para dar-lhe sustento, como todas as outras manhãs. Colocada ali por um ser que ela só pode ver passando por um canto, atravessando uma porta... um ser que se tornou seu único amigo, e seu único ódio. Toda a sua existência se transformou em nada além de caçar e tentar destruir essa sombra que a mantém aqui. Enquanto ela o caça incansavelmente, dia após dia, ela se perde na dicotomia de sua existência. Essa coisa que a mantém no local, essa pessoa que repetidamente viola sua mente e a observa enquanto dorme, se tornou seu único amigo. Se esta pessoa sumisse, ela deixaria de existir. Porque ela vive só para matá-lo. Mas vive somente POR ele. Todos os dias a casa muda a sua volta, então todos os dias ela acorda em um lugar desconhecido. A única constância... é ele. Ela ouve o coração dele batendo, seu cheiro, ela só pode pensar em encontrá-lo, mas ele também é a única coisa que ela conhece sobre o amor."

Page: Resumo da semana (fotos)

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada 
AmyLeesada

AmyLeesada

AmyLeesada

Evanescence Arab World Team

Bruna Pacheco

EvTeam

Evanescence Arab World Team

Evanescence Arab World Team

Matheus

Matheus

Matheus

Matheus

Matheus

Matheus

Matheus

Matheus

Millene

Millene

Millene

Copyright © Relíquias do Evanescence - Layout by @ Naldo Ev and Welton from EvShadow